Chamado e Dons Motivacionais

Você sabe qual o propósito de Deus para sua vida? Muito se ouve a respeito de um chamado de Deus, mas como conhecer este chamado? Seria algo relacionado com os dons e talentos que recebemos de Deus? Falaremos da forte ligação que há entre os nossos dons e o chamado Deus.


Inscreva-se em nossos canais

512.999 inscritos no Vai na Bíblia.
21.982 inscritos na VnBteo.


chamado

Leia ou [clique para assistir]

Chamado e propósito

Mesmo antes de existirmos, Deus já havia estabelecido um propósito específico para cada um de nós (Sl 139.16, Ef 1.4). E, durante nossas vidas, há um determinado momento em que Ele nos chama para viver este propósito (Gl 1.15, 2Co 6.2, 1Co 1.9).

Através da pregação do Evangelho, nós, que estávamos separados de Deus (Ef 4.17-18) e condenados ao inferno (Jo 3.18), somos convidados para a reconciliação e salvação que há em Jesus Cristo (Rm 3.24, 2Tm 2.10, 1Ts 5.9). Por isso e para isso fomos chamados (2Co 5.18-21, Mt 4.18-20).

Quando aceitamos esse convite, espiritualmente, nascemos de novo (Jo 1.12-13). Sendo assim, todo novo convertido é como uma criança (1Co 3.1-2), iniciando um processo de crescimento, até atingir a maturidade espiritual (Ef 4.13-14).

Dependência de Deus

Uma das características mais importantes desta nova vida é a total dependência de Deus (1Pe 2.2-3). Assim como um recém nascido depende do cuidado e da provisão dos pais (Is 49.15), ao nascermos de novo, precisamos confiar que, em Deus e na sua Palavra, temos tudo o que é preciso (Cl 2.6-7, Mt 4.4).

Mesmo assim, ainda será difícil discernir o certo do errado (Hb 5.13-14), pois a verdade bíblica substituirá aos poucos os conceitos errados que adquirimos durante toda nossa vida (Cl 3.1-14). Trata-se de um tempo onde, normalmente, teremos que renunciar muitas coisas (2Tm 2.4, 1Co 7.22).

Contudo, passar por essa fase é fundamental para se alcançar a maturidade (Tg 1.2-4, Rm 8.16-17). É o tempo em que desenvolvemos humildade, paciência, perseverança, fidelidade e, sobretudo, obediência (Rm 5.3-5, Rm 1.5-6). Principalmente, pelo fato de que poucos reconhecerão o valor do que estamos fazendo (Mc 10.43-45).

É o que a Bíblia ensina sobre ser fiel no pouco para ser colocado sobre o muito (Mt 25.23).

Preparação para o chamado

Foi assim com os grandes homens de Deus:

José, antes de governar o Egito, passou anos cuidando da administração de uma casa e de uma prisão, quando ainda era escravo e prisioneiro (Gn 39.3-4, 20-23).

Moisés, mesmo já sendo sábio e poderoso (At 7.22), passou quarenta anos no deserto apascentando ovelhas (Êx 3.1-2, At 7.30), antes de libertar o povo da escravidão e conduzi-los à Terra Prometida (At 7.33-36).

Davi, antes de se tornar rei em Israel, liderou e cuidou de homens endividados (1Sm 22.1-2), que não tinham nada de valor para lhe oferecer.

Todos eles puderam identificar e desenvolver o dom que receberam de Deus, antes de atuar no chamado. E, em nossas vidas, guardadas as devidas proporções, Deus faz da mesma forma (Rm 15.4-5).

Com o tempo, todo aquele que está em Cristo, perceberá que recebeu de Deus um dom (Ef 4.8), que fluirá de forma natural, através da ação do Espírito Santo (Fp 2.13).

Apesar de nos depararmos com diferentes listas de dons ao longo do Novo Testamento (1Co 12.28), sejam eles espirituais (1Co 12.8-11) ou ministeriais (Ef 4.10-12), é no livro de Romanos (Rm 12.6-8), que encontramos os dons responsáveis por impulsionar nosso chamado, conhecidos como dons motivacionais.


Inscreva-se em nossos canais

512.999 inscritos no Vai na Bíblia.
21.982 inscritos na VnBteo.


Os dons motivacionais

1. Profecia

Propheteia (προφητεία)

Consiste na capacitação dada por Deus para revelar sua direção e seus propósitos. É o dom que identifica o erro, alerta sobre suas consequências e traz o direcionamento correto (Ap 2.4-5). Edifica, exorta e consola (1Co 14.3).

Evidências

A testificação de que temos esse dom, pode tanto estar na constância com que recebemos a direção de Deus para entregar determinada mensagem (1Co 13.9), quanto no resultado causado por essa instrução, quando a mesma é colocada em prática (Mt 7.20).

Cuidados

Quem atua no dom de profecia, não pode deixar com que sua eloquência ou sabedoria se tornem motivo de orgulho (Rm 12.16). Também deve sempre se lembrar que o poder de persuasão não está em seus próprios métodos, mas na ação sobrenatural do Espírito Santo (Jo 16.8).

2. Serviço (ministério)

Diakonia (διακονία)

Trata-se da habilidade em dar atenção e suprir as necessidades da igreja. Concentra seus esforços em tarefas organizacionais, no cuidado com as pessoas e na assistência às famílias (At 6.1-7).

Evidências

O que testifica o dom é a alegria ao executar tais tarefas (1Tm 6.6), a facilidade para descobrir necessidades das pessoas e da igreja (Tg 2.15-16), e a percepção de que, na maioria das vezes, se fez exatamente, o que precisava ser feito (1Tm 3.13).

Cuidados

Quem atua no dom não deve se vangloriar de suas obras (Mt 6.1) e, muito menos, ficar ressentido com falta de reconhecimento (Fp 2.14-15). Um outro cuidado importante a ser tomado, é o de não ignorar a necessidade de leitura e estudo da Palavra (2Tm 2.15).

3. Ensino

Didasko (διδάσκω)

Consiste na habilidade em pesquisar, organizar e ensinar a Palavra de Deus de forma clara, didática e compreensível (Tt 2.1-10). Explicando o seu significado, seu contexto e, principalmente, sua aplicação na vida das pessoas (Ed 7.10, Mt 28.20).

Evidências

Duas situações podem testificar este dom: a primeira é conseguir explicar algo com certa facilidade, mesmo quando se teve dificuldade em aprender (Hb 5.11-12); e a segunda, é perceber a ação de Deus em todo o processo, desde a fase de preparação e estudo, até o momento do ensino (Jo 14.26, 1Co 2.12-13).

Cuidados

Quem atua neste dom precisa ter cuidado para não se orgulhar do seu conhecimento (Rm 12.4, Pv 11.2) e nem achar que já sabe o suficiente (Rm 11.33). Também não deve se sentir intimidado ao ser contrariado ou confrontado em seu conhecimento (2Tm 4.3-4, 1Tm 4.11-12, Tt 1.9).

4. Encorajamento (exortação)

Parakaleo (παρακαλέω)

É o dom que motiva e traz ânimo àqueles que estão passando por tribulações (2Co 7.6-7). Os que possuem este dom conseguem conduzir pacientemente as pessoas através das dificuldades, para que amadureçam espiritualmente, ao invés de desistirem (Rm 15.1-2, 1Ts 5.14).

Evidências

Algumas das evidências de que temos este dom são: o forte desejo em auxiliar pessoas em adversidades (At 14.22); a alta disposição para um relacionamento individual e mais próximo (At 11.25-26); e ser constantemente procurado por pessoas em busca de aconselhamento.

Cuidados

Contudo, é preciso cuidado para não considerar o crescimento espiritual de uma pessoa, como mérito próprio (2Co 3.5), nem se sentir frustrado quando o mesmo não acontece (1Co 3.6-8). Também jamais deve se permitir que alguém se torne dependente de seus conselhos, e abandone a busca pessoal pela direção de Deus (1Co 3.4-5).

5. Contribuição (entrega)

Metadidomi (μεταδίδωμι)

Trata-se da habilidade espiritual para identificar e suprir necessidades financeiras de pessoas, grupos ou instituições, que atuam na pregação e expansão do Evangelho (Pv 11.24-25).

Evidências

Normalmente, quem possui esse dom, não contribui por constrangimento ou para ser reconhecido, mas o faz de forma espontânea e reservada (2Co 9.7). Se sente movido a contribuir, não com o que sobra, mas com valores e bens que lhe seriam de grande utilidade (1Jo 3.16-18).

Cuidados

Quem atua no dom, deve ter o cuidado para não ser guiado pela emoção (Jr 17.9). Precisa buscar sabedoria em Deus para discernir reais necessidades (Tg 1.5). Afinal, nem sempre quem está passando por adversidades, precisa de recursos financeiros (At 3.6).

6. Liderança

Proistemi (προίστημι)

Consiste na habilidade em coordenar, administrar e auxiliar um grupo a perceber e realizar um propósito de Deus. Consegue mobilizar e motivar as pessoas a alcançar determinado objetivo através do trabalho em equipe (Êx 18.17-26).

Evidências

As evidências de que possuímos este dom são: a capacidade com que percebemos necessidades organizacionais e encontramos soluções (Tt 1.5); a facilidade com que reconhecemos qualidades nas pessoas e delegamos tarefas (2Tm 2.2); e o fato de sermos naturalmente reconhecidos como líderes (Js 4.14).

Cuidados

Quem possui esse dom, precisa ter o cuidado para não se aproveitar das pessoas em benefício próprio (Hb 13.17), e também, para não se considerar mais importante do que os outros, devido a sua capacidade de liderança (1Co 12.21-23, Pv 16.18).

7. Misericórdia

Eleeo (ἐλεέω)

O sétimo é o dom de misericórdia, e consiste na capacidade de expressar compaixão e interesse pelos sentimentos dos outros (1Co 12.26). Trata-se de alguém que proporciona apoio e conforto, para aqueles que estão passando por momentos de dor, seja física ou emocional (Lc 22.42-44).

Evidências

A testificação de que temos este dom é a alegria com que exercemos o ministério (Fp 4.4-5), a habilidade em sentirmos a dor do próximo (Rm 12.15) e a naturalidade com que visitamos ou acompanhamos pessoas em hospitais, casas de recuperação, prisões ou funerais (Mt 25.37-39).

Cuidados

Quem atua no dom, jamais deve exigir que outros tenham a mesma sensibilidade ou indignar-se com aqueles que parecem ser indiferentes ao sofrimento dos outros (Mt 7.1-2).

Identificando nossos dons

Identificar qual é o nosso dom, definitivamente, não é uma tarefa fácil. Pode parecer que temos mais do que um, ou nenhum, ou que precisamos de todos. Na maioria das vezes é preciso tempo e dedicação em vários dons (Gl 6.9-10), para perceber qual deles prevalece sobre os demais, e conta com a testificação do Espírito Santo (Fp 1.9-11).

É óbvio que não iremos deixar de visitar pessoas em hospitais, aconselhar ou assumir posições de liderança, simplesmente porque “não possuímos o dom” (Rm 12.9-18). O dom é uma habilidade para desempenhar determinada função, e não uma desculpa para não desempenhar outras (Tg 4.17). Por vezes, seremos encorajados por Deus para atuar fora do nosso dom, e ainda sim, dentro daquilo que fomos chamados para fazer (Tg 1.21-27).

Leia também: “O que é Amor?

Nosso chamado

O chamado de Deus para nossas vidas, jamais será uma missão individual, dependendo apenas de um único dom (1Co 12.27). Afinal, estamos ligados uns aos outros como membros do Corpo de Cristo (Rm 12.4-5).

Entretanto, identificar nosso dom, abre o caminho para conhecermos o chamado de Deus (2Pe 1.5-11), nos faz compreender melhor a importância de pessoas que atuam em diferentes dons (1Co 12.21-26), e tira o peso que carregamos por não gostar ou não realizar bem determinadas funções (Mt 11.28-30).

Toda recompensa eterna terá sempre com como base aquilo que faremos com o que nos foi confiado (Mt 25.14-30). Não é pelo tempo de igreja, tamanho de ministério ou quantidade de vidas alcançadas (Mt 7.21-23), mas pela dedicação em cumprir o chamado de Deus, a partir do dia em que Ele nos chamou (Mc 16.15, Mt 20.1-26, 1Co 15.58, Rm 8.28).


Inscreva-se em nossos canais

512.999 inscritos no Vai na Bíblia.
21.982 inscritos na VnBteo.


Comentários

  • Laudicea
    Responder

    Amando cada vídeo, muito bacana, tem muita didática.

  • Samuel de Oliveira Silva
    Responder

    Uau! Navegando pela internet em busca de material de estudo encontrei o site, os vídeos e tudo mais! Gostei muitíssimo de tudo o que vi. Quero me debruçar no conteúdo oferecido e de alguma forma transmitir isso na minha igreja. Ela é pequena e carece muito de ensino cristão de qualidade! Vocês teriam apostilas ou algum material de apoio ao ensino?

    • Vai na Bíblia

      Olá Samuel, tudo bem?

      Temos o conteúdo em PDF! Está disponível para download no final do texto de cada vídeo.

  • Daniely
    Responder

    Quero agradecer o cuidado na exposição do tema. O presente tema agrega valor, alarga as fronteiras e ensina de forma clara e objetiva. Muito obrigada!! Tenho sido edificada com o propósito “Vai na Bíblia”. Uma semana de vitórias ?

  • magno
    Responder

    Até agora um dos site mais coerente que vi, companheiro, vc frequenta uma igreja? se sim, gostaria de saber qual

  • Eucymar
    Responder

    Obrigado pelo vídeo, pra mim foi de grande ajuda. Só acho que o canal poderia postar vídeos com mais frequência

  • eder leite
    Responder

    Dizimos e Ofertas e Primicias o que vc pode me explicar sobre isso Tenho pouco entendimento e gostaria de estar aprendendo mais

  • Ranielle Alves
    Responder

    Amo o canal vai na Bíblia, temas muito importantes, edificante e útil pra nossos vidas! Queria que os assuntos do VnBcast fossem em vídeo também ? Eu tenho problema, nao consigo me concentrar em ouvir, aprendo mais quando estou vendo quem fala!

  • Beto Oliveira
    Responder

    Esdras A Paz do Senhor Jesus!
    Este está sem o PDF no final do video(texto).

  • Alan Ribeiro
    Responder

    Olá, a paz não estou conseguindo encontrar os PDF do Vídeo (texto) 🙁

    • Vai na Bíblia

      Disponibilizaremos em breve, estamos reformulando os PDFs.

  • Cristo Guilherme João
    Responder

    Se possível for abram um grupo no whatsApp,
    Para melhor estarmos em conexão.
    +244923353349

  • Fernanda
    Responder

    Você é um dos poucos caras que tem conteúdo bíblico. O que deixa o vídeo cansativo é a entonação em cada final de frase. Você lê o que tá falando?

    • Vai na Bíblia

      Sim, escrevemos o roteiro e gravamos com um teleprompter. Deve ter percebido a melhora nos últimos vídeos. Estamos aprendendo 🙂

  • Bruna Nunes
    Responder

    Excelente artigo! Pude identificar mais o meu Dom. Obrigada por partilhar tanto conhecimento!

  • Renatoeletricista
    Responder

    Glória a Deus ! Muito bom !