Devocional #003 – O fundamento

Entendo sabedoria como o conhecimento colocado em prática, somos sábios se agimos de acordo com o conhecimento de quem Deus é. E vemos que o “temor do Senhor” é o princípio, a chave, para a verdadeira sabedoria.

Provérbios 1.7

O temor do Senhor é o princípio do conhecimento, mas os insensatos desprezam a sabedoria e a disciplina.

NVI

Muitos pensam que “temor” aqui significa ter medo, simplesmente. No entanto, esse temor está muito mais relacionado a uma reverência diante da santidade de Deus, que é amor e também justiça. Os demônios têm medo de Deus (Tg 2.19), mas isso não acrescenta nada no seu caráter. É necessário ter bem claro na nossa mente o princípio, estabelecido por Deus, de que o homem colhe aquilo que planta (Gl 6.7) e que nenhum mal ficará impune. Afinal, Jesus morreu por nós justamente para que o preço por nossas iniquidades fosse pago e pudéssemos ser resgatados da condenação eterna.

Além disso, o nosso temor a Deus deve estar fundamentado no conhecimento de quem ele é. Como podemos amar a Deus sem obedecer ao que ele ordenou por sua Palavra? Como podemos adorar a um Deus que não conhecemos? Se não o conhecermos, invariavelmente cairemos na religiosidade e em rituais sem nenhum significado para ele. Conhecendo a onisciência e a onipresença de Deus sabemos que nada pode escapar do seu olhar e que ele mesmo vem habitar em nós quando entregamos nossa vida a Cristo. É impossível que esse conhecimento não transforme a nossa percepção da realidade e nossas atitudes.

Tememos a Deus quando procuramos agir corretamente. Não simplesmente porque alguém disse: “Faça isso e não faça aquilo”. Mas sim porque sabemos aquilo que é correto e agradável ao Senhor. Esse é o princípio da sabedoria.

Por outro lado, os “insensatos” (NVI) desprezam o “ensino” (ARA). Muitos pensam que não precisam aprender a respeito de Deus ou que um conhecimento raso sobre os princípios bíblicos é suficiente. Outros, ávidos por conhecer, acabam pulando os princípios básicos das Escrituras: o pecado, o plano de salvação, a divindade e humanidade de Jesus Cristo, os atributos de Deus, a santificação entre outros. Com isso, acabam caindo em um falso conhecimento. O nosso entendimento do criador deve estar alicerçado nesses princípios, não podemos ter dúvida quanto a eles. Sobre essa base, então, podemos edificar com segurança a nossa fé.

O temor a Deus é saber que ele nos chama para o conhecermos e prosseguirmos em conhecê-lo (Os 6.3). A Bíblia é clara quando diz que o povo perece por falta de conhecimento (Os 4.6).

No entanto, com o conhecimento também vem a responsabilidade de colocá-lo em prática, de agir de maneira justa. Isso também não pode ser uma desculpa para não buscarmos conhecimento. Ser ignorante, ainda mais propositadamente, não nos isenta de culpa. Pensar que conseguimos alguma vantagem com a ignorância é algo totalmente incoerente quando somos ordenados a conhecer mais a Deus.

Comentários