Devocional #013 – Obtendo discernimento

Provérbios 2.12-15

A sabedoria o livrará do caminho dos maus, dos homens de palavras perversas, que abandonam as veredas retas para andar por caminhos de trevas, têm prazer em fazer o mal e exultam com a maldade dos perversos,
gente que anda por veredas tortuosas, e no caminho se extraviam.

NVI

O tipo de indivíduo descrito nesses versículos claramente causaria repulsa à maioria das pessoas. Por que, então, precisaríamos da sabedoria nesse caso? A grande questão é que esse caráter, muitas vezes, não é aparente.

Um dos benefícios da sabedoria é o discernimento, a capacidade de julgar corretamente entre o bem e o mal. Com o discernimento, podemos evitar o engano do mal que vem até nós disfarçado de bem (cf. 2Co 11.14). Por outro lado, muitas coisas que são boas aos olhos do mundo, são detestáveis diante de Deus. Na maioria dos casos, por exemplo, o sexo antes do casamento, a masturbação, a pornografia, o adultério são vistos como práticas normais — e algumas, até saudáveis.

Pela sabedoria proveniente da Palavra de Deus, somos capacitados a enxergar o mal naquilo que o homem natural não consegue ver. Também podemos ser dirigidos pelo Espírito Santo a ver coisas que são maléficas para nós individualmente. Seja por uma fraqueza ou predisposição, certas influências podem acabar nos levando a pecar (cf. Tg 1.13ss). Assim, podemos ser direcionados a nos abster de algumas coisas (por ex. assistir uma série ou ouvir um tipo de música). Contudo, nem por isso temos de universalizar essa restrição que se aplica a nós.

Devemos ser sensíveis ao trabalhar de Deus conosco e buscar nele o discernimento, para que possamos andar com sabedoria e não sermos levados a caminhos maus.

Comentários